Ações da China caem após dados fracos e salto em casos de coronavírus

XANGAI (Reuters) – As ações da China fecharam em baixa nesta quarta-feira, com dados fracos sobre a atividade industrial e no varejo pesando sobre o sentimento, enquanto novos surtos de Covid-19 também levantaram preocupações sobre a recuperação da segunda maior economia do mundo.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1,0%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,2%.

Os setores industrial e de varejo da China vacilaram em agosto, com o crescimento da produção e das vendas atingindo mínimas em um ano, conforme novos surtos de coronavírus e interrupções no fornecimento ameaçam a recuperação econômica do país.

“Esperamos que Pequim use medidas de flexibilização mais gerais para compensar sua postura restritiva no setor imobiliário e nas emissões de carbono”, disseram analistas da Nomura em nota.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,52%, a 30.511 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,84%, a 25.033 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,17%, a 3.656 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,01%, a 4.867 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,15%, a 3.153 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,46%, a 17.354 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,71%, a 3.058 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,27%, a 7.417 pontos.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8E0KE-BASEIMAGE

O post Ações da China caem após dados fracos e salto em casos de coronavírus apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.