Austrália comprará mísseis de cruzeiro Tomahawk dos EUA

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, anunciou nesta quinta-feira (16) que comprará mísseis de cruzeiro de longo alcance Tomahawk dos Estados Unidos para fortalecer suas defesas militares diante de uma China em expansão.

“Vamos atualizar nossas capacidades de ataque de longo alcance, incluindo mísseis de cruzeiro Tomahawk para serem instalados nos destroyers classe Hobart da Marinha Real Australiana”, revelou Morrison a repórteres em Canberra.

Apesar disso, o líder australiano estendeu um “convite aberto” ao presidente chinês, Xi Jinping, para retomar as negociações de alto nível entre os dois países, atualmente paralisadas.

“Há um convite aberto ao presidente Xi para discutir outras questões”, afirmou Morrison.

Horas antes, em uma videoconferência com seus colegas americanos e britânicos, Joe Biden e Boris Johnson, Morrison anunciou que o país oceânico construirá submarinos com propulsão nuclear como parte de uma aliança tripla para fortalecer as capacidades navais na região Indo-Pacífico.

Morrison confirmou que este acordo marca o abandono do contrato de US$ 66 bilhões assinado com a França para a construção de submarinos convencionais.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.