BH tem alta em dois indicadores, mas permanece com pandemia em controle

BH registrou alta em dois dos três indicadores principais da pandemia da COVID-19 nesta terça (14/9), informa o boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura. Por outro lado, a capital mineira permanece com todos os dados na zona de controle da escala de risco.

A transmissão do novo coronavírus computou a segunda alta da semana: de 0,93 para 0,96. Lembrando que o RT fechou em 0,86 nessa sexta (10/9). Portanto, houve um crescimento consolidado na estatística em apenas dois balanços.

Ainda assim, permanece abaixo de 1, sem grandes preocupações. No patamar atual, cada grupo de 100 pessoas infectadas pelo novo coronavírus o transmite, em média, para mais 96 moradores de BH.

A ocupação dos leitos de enfermaria para pacientes com COVID-19 teve leve alta: de 29,2% (menor percentual desde 11 de novembro do ano passado) para 29,6% nesta terça. Essa taxa diz respeito aos hospitais públicos e privados.

Já o percentual de uso das UTIs recuou de 47% para 45,3% nesta terça em comparação ao balanço anterior. Essa estatística também diz respeito à soma do SUS e da rede suplementar.

Casos e mortes

BH registrou mais sete mortes por COVID-19 nesta terça. Com mais essas, a capital mineira soma 6.621 óbitos desde o início da pandemia. São 90 neste mês.

Em termos de casos, a cidade computou mais 42. São 278.275 diagnósticos no total: 1.613 em acompanhamento e 270.041 recuperados, além daqueles que não resistiram.

Vacinação

BH registrou mais 13.991 aplicações da vacina contra a COVID-19 nesta terça: 2.448 de primeira dose, 5.365 de segunda e 6.178 de reforço. Não houve aplicações da vacina da Janssen (Johnson & Johnson), aquela de desempenho único.

Agora, BH soma 1.931.389 aplicações de primeira dose, 1.050.645 de segunda, 50.207 de dose única e 11.259 de reforço (todas em idosos). Segundo a prefeitura, 84,7% do público-alvo total se vacinou com a injeção inicial e 47,2% do mesmo contingente completou o esquema vacinal.

Segundo números da prefeitura, já se vacinaram com a primeira dose:

  • 469.219 idosos acima de 60 anos
  • 250.187 pessoas do grupo de risco, deficientes e beneficiários do BPC
  • 15.750 gestantes e puérperas
  • 203.101 trabalhadores da saúde
  • 19.906 servidores da segurança pública
  • 70.642 profissionais da educação
  • 897.156 entre 18 e 59
  • 5.428 adolescentes entre 12 e 17

Já com a segunda injeção se imunizaram:

  • 434.152 idosos acima de 60 anos
  • 201.779 pessoas do grupo de risco, deficientes e beneficiários do BPC
  • 5.154 gestantes e puérperas
  • 180.611 trabalhadores da saúde
  • 16.355 servidores da segurança pública
  • 59.044 trabalhadores da educação
  • 59.207 pessoas entre 18 e 59 anos (dose única)
  • 153.550 pessoas entre 20 e 59 anos (outras fórmulas)

A cidade recebeu 3.459.136 vacinas até aqui. A PBH não informa mais quantas doses recebeu de cada fórmula.

 

 

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.