Calor não dá trégua e BH pode registrar até 35 °C nesta quarta (15/9)

Quem espera um alívio para o calor que toma conta de Belo Horizonte nos últimos dias, ainda precisará esperar mais um pouco. Não há previsão de chuva para a capital nesta quarta-feira (15/9) e os termômetros podem marcar até 35 °C. 

 

 

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o dia deve ter céu claro a parcialmente nublado, com névoa seca à tarde, com temperaturas variando entre 19° e 35 °C.
Já em Minas, a terça-feira deve ter céu claro a parcialmente nublado, com possibilidade de pancadas de chuva isolada na Região do Triângulo, Sul e Zona da Mata. Previsão de céu parcialmente nublado com névoa seca para a Região do Vale do Rio Doce, do Mucuri e do Jequitinhonha. Para as demais regiões, o dia deve ter céu claro a parcialmente nublado, com névoa seca. 
A temperatura mínima deve ser de 12 °C na Região do Sul de Minas e a máxima chega a 39 °C, prevista para a Região Norte do estado.

Redução do calor e umidade do ar 

“Para os próximos dias, vamos ter uma redução do calor por conta do aumento da nebulosidade na quinta e sexta-feira na capital. Na quinta-feira a temperatura máxima deve ficar em torno de 31 °C, com um ligeiro declínio dos últimos dias. E na sexta-feira, (a temperatura) cai para 29 °C. É uma redução do calor, não é frescor nem chuva”, explica a meteorologista do Inmet, Anete Fernandes. 
Segundo ela, nestes dias, os índices de umidade do ar no período da tarde não devem ficar abaixo dos 30%. 
“No período de maior aquecimento, na quinta-feira, a umidade na capital deve ficar em torno de 35% e na sexta-feira deve ficar em torno de 40%. Lembrando que à tarde é o período de maior aquecimento e quando registramos a menor umidade do dia.”
A meteorologista afirma que não há previsão de chuvas significativas nos próximos dias para BH e outras regiões do estado, que sofrem com o tempo seco e as queimadas.   
“Mesmo para a Região Sul, Zona da Mata e Triângulo, se acontecer serão aquelas pancadas de chuva isoladas que não ocorrem em toda a região. São chuvas isoladas mesmo, ainda não é para resolver a questão do tempo seco ou reduzir o calor”, embora essas pancadas possam melhorar a qualidade do ar, de acordo com Anete.
Segundo a meteorologista, o tempo seco e sem chuvas é uma característica do fim do inverno e, neste ano, ainda é um período considerado dentro da normalidade. 
“A época mais quente do ano em que observamos as maiores temperaturas, normalmente, acontece no final do inverno e início da primavera. Nessa época, temos predomínio de céu claro e sem previsão de chuvas. Temperaturas elevadas e poucas nuvens ou ausência delas favorecem uma maior radiação na superfície. Com isso, as temperaturas ficam mais altas.”
Em setembro, BH ainda não registrou chuvas. Já em agosto, o índice ficou entre 8mm e 23mm de chuva, dependendo do ponto da cidade. 
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.