Cardano passa por atualização mais importante da história e adiciona contratos inteligentes na rede

SÃO PAULO – Com uma alta de mais de 1.400% em 2021, a Cardano (ADA) implementa neste domingo (12) uma de suas atualizações mais importantes desde sua criação, passando a aceitar agora os chamados contratos inteligentes (smart contracts).

Criada em 2017, a Cardano é uma rede que mistura um pouco de diferentes projetos conhecidos de criptoativos. De um lado, ela visa atuar em operações desses contratos inteligentes, como o Ethereum, enquanto de outro, também quer atuar como uma criptomoeda, mais ou menos como o Bitcoin.

Agora, o sistema está para ativar a atualização batizada de “Alonzo” – prevista para acontecer às 18h44 (horário de Brasília) -, mas desde o início do ano já tem passado por melhorias e testes, o que tem animado investidores e especialistas, mesmo antes da atualização ser colocada em prática.

Recentemente, o token ADA chegou a superar a marca de US$ 3 pela primeira vez, mas neste domingo opera em torno de US$ 2,67, com queda de 3,73% no acumulado de 24 horas. Em setembro, porém, o ativo acumula ganhos de 29,8% até agora.

A implementação dos contratos inteligentes é um passo importante para que a Cardano se firme como uma das maiores criptos do mundo, colocando-a como uma das grandes rivais do Ethereum, que apesar de recentes melhorias, ainda tem dificuldades de escalabilidade e sofre com suas altas taxas.

Os contratos inteligentes são códigos de computador que se executam automaticamente a partir do cumprimento de determinadas condições. Com a “Alonzo”, a projeção é de que os usuários poderão criar e implementar seus próprios contratos na blockchain da Cardano, abrindo o caminho para os aplicativos descentralizados (dApps) e colocando a rede como forte candidata nos setores de Finanças Descentralizadas (DeFi) e tokens não fungíveis (NFTs).

As fases da atualização “Alonzo”

Essa atualização “Alonzo” foi dividida em cinco partes, para ser implementada aos poucos, evitando assim choques na rede e grandes problemas, dando tempo para implementar o novo modelo com melhor qualidade. As cinco etapas foram denominadas: Blue (Azul), White (Branco), Purple (Roxo), Red (Vermelho) e Black (Preto).

A primeira fase foi a Blue, ocorrida em maio deste ano. Com um formato de teste, 50 desenvolvedores tiveram acesso às novas funcionalidades dos contratos inteligentes simples na rede.

Em seguida, em julho, houve a etapa White, usando o mesmo formato de teste, mas dessa vez com 500 desenvolvedores. Nessa fase foram implementados ainda dApps demo, funcionalidades-chave, backend de carteiras e facilitação de benchmarking.

Agora, está em prática a fase Purple da “Alonzo”, que abre a funcionalidade dos contratos inteligentes para serem testados publicamente por desenvolvedores. Nesta lista estão algumas empresas e corretoras do chamado Plutus Pioneers, um grupo de interesse no sistema.

Já as fases finais Red e Black, devem ser concluídas até outubro e serão reservadas para consertos de bugs e ajustes finais para o lançamento final da atualização.

As eras da Cardano

A rede da Cardano foi desenvolvida em chamadas “eras”, que são fases de sua história focadas no desenvolvimento de funcionalidades, de forma a ampliar o sistema e torná-lo mas eficiente e atrativo.

São seis eras, que vão desde o lançamento do token ADA para ser negociado na rede até um sistema de votação autossuficiente, passando pela implementação dos contratos inteligentes e escalonamento da rede. Confira cada uma:

Byron
Define a base da Cardano, com a implementação das carteiras e a negociação da ADA, token cujo nome é uma homenagem à Ada Lovelace, programadora que escreveu o primeiro algoritmo para ser processado por uma máquina. Além disso, nessa “era” passou a valer a mineração usando consenso da prova de participação (PoS).

Shelley
Foca em descentralizar a rede ao configurar iniciativas para que os usuários hospedem seus próprios nós. A ideia dessa era é garantir que não haja um pequeno grupo controlando a rede, deixando-a na mão de grupos diversos de participantes.

Goguen
Fase atual, onde está inserida a atualização “Alonzo”. Coloca em vigo a funcionalidade dos contratos inteligentes, permitindo que desenvolvedores criem aplicativos descentralizados (dApps).

Basho
Aprimora a performance estrutural da rede, buscando otimização e escalonamento dela ao permitir o processamento de mais transações. Essa era também introduz cadeias secundárias, que seriam uma forma de escalonar a rede utilizando múltiplas blockchains.

Voltaire
Última era da rede, inclui um sistema de votação e tesouraria para governança autossuficiente, em que os usuários poderão fazer o stake de seus fundos de forma a influenciar o desenvolvimento futuro na rede.

Futuro da Cardano

A implementação dos contratos inteligentes é uma das principais etapas da evolução da Cardano, colocada por muitos especialistas como o grande teste de seu potencial e chance de realmente bater de frente com concorrentes como o Ethereum.

Recentemente, especialistas consultados pelo InfoMoney apontaram a Cardano como uma das 5 criptomoedas para ficar de olho, mas ressaltaram que faltava a rede começar a entregar suas promessas de desenvolvimento para realmente destravar valor.

“Se entregar o que está prometendo, tem muito potencial”, disse Rodrigo Miranda, responsável pela Universidade do Bitcoin. “Ela está em outro momento. Enquanto a Solana, por exemplo, está entregando muito e prometendo pouco, a Cardano já prometeu bastante, mas ainda não entregou. Se começar a entregar, tem um grande potencial de valorização”.

Nos últimos dias, o analista e trader Jason Pizzino se mostrou bastante otimista com a Cardano, apontando que o token ADA pode subir até 290% no melhor cenário.

Sua previsão utiliza a chamada Teoria de Elliott Wave, que prevê a ação futura dos preços observando a psicologia da multidão que tende a se manifestar em cinco ondas, em que um ativo sobe nas ondas um, três e cinco, enquanto passa por correções na dois e quatro.

Pizzino avalia que a Cardano já completou até a onda quatro, sendo que normalmente a onda três é a que registra maior alta (sendo o momento em que a ADA foi de US$ 0,10 até US$ 2,47), enquanto os ralis da um e cinco são parecidos.

Na onda um, o token passou de US$ 0,01 até US$ 0,17, ganhos de cerca de 900%. Já na onda atual, que teria começado nas mínimas de junho e julho, o analista projeta um ganho até cerca de US$ 8, podendo chegar até US$ 11, o que significaria uma alta em torno de 290% desde os US$ 2,50 apresentados nos últimos dias.

Porém, olhando além do preço em si, a mudança é um passo importante para a Cardano. “Essa atualização é super importante porque agora permite a utilização de smart contracts e o desenvolvimento de dApps na rede”, lembra Safiri Félix, diretor de produtos e parcerias da Transfero.

Segundo ele, com isso, a concorrência tende a ficar mais acirrada com a rede Ethereum e outros protocolos como Solana, que também vem se destacando com o crescimento do mercado de NFTs.

Mesmo assim, Félix destaca que será um longo caminho ainda. De um lado, ele lembra que o Ethereum ainda é o protocolo líder considerando valor de mercado e adoção, e “tem potencial de destravar muito valor se tornar marginalmente mais escasso com a migração para PoS (Proof of stake)”, enquanto do outro, a Solana destaca pela escalabilidade, eficiência e baixo custo pra validar as transações, o que a encaixa muito bem para aplicações em games e NFT.

“A Cardano vai precisar encontrar seu nicho e seguir com o desenvolvimento do protocolo para se posicionar”, conclui.

Invista nos fundos de criptomoedas mais acessíveis do mercado: abra uma conta gratuita na XP!

The post Cardano passa por atualização mais importante da história e adiciona contratos inteligentes na rede appeared first on InfoMoney.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.