Cerca de 3,6 milhões de máscaras faciais apreendidas no Porto de Santos são distribuídas para órgãos e entidades


Máscaras destinadas integravam três processos de apreensão. Modelos KN 95 e descartáveis foram fabricadas na China e importadas para o Brasil. Cerca de 3,6 milhões de máscaras apreendidas no Porto de Santos são distribuidas para órgãos e entidades
Divulgação/Receita Federal
Cerca de 3,6 milhões de máscaras de proteção facial, que foram abandonadas ou apreendidas no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, foram distribuídas para diversos órgãos e entidades. Para uso não hospitalar, modelos KN 95 e descartáveis, as máscaras foram fabricadas na China e importadas para o Brasil.
Os procedimentos de desembaraço de mercadorias e matérias-primas importadas destinadas ao combate à pandemia da Covid-19 são priorizados pela Receita Federal, que tem compromisso de celeridade na liberação de cargas relacionadas ao combate à pandemia e na destinação desses produtos.
Segundo a Receita Federal, as máscaras destinadas integravam três processos de apreensão. Outros processos, com quantidades menores de máscaras, estão com a destinação em andamento. Entre eles, um referente a 117 mil máscaras faciais de tecido e outro, a 168 mil máscaras KN 95 e 50 mil máscaras descartáveis tamanho infantil.
As máscaras foram incorporadas por órgãos da administração pública localizados no estado de São Paulo, bem como prefeituras da Baixada Santista e do Vale do Ribeira.
O Fundo Social de São Paulo (FUSSP) recebeu 1.114.500 máscaras descartáveis, com valor estimado de cerca de R$ 468 mil. As demais 2.488.500 máscaras, avaliadas em quase R$ 2,9 milhões, tiveram diversos beneficiários: Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Civil, Faculdade de Farmácia da USP, Unicamp, Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, Estado do Amapá.
Também receberam máscaras as prefeituras de Guarujá, Cananeia, Praia Grande, Santos, Iguape, Mongaguá, Apiaí, Cubatão, Cajati, Pedro de Toledo, Peruibe, Juquiá, Eldorado, Pariquera-Açu, Miracatu, Itariri, Barra do Turvo, Barra do Chapéu, Iporanga e Sete Barras.
Cerca de 3,6 milhões de máscaras apreendidas no Porto de Santos são distribuidas para órgãos e entidades
Divulgação/Receita Federal
VÍDEOS: Mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.