Cidades de Minas terão de entregar sobras de CoronaVac para receber Pfizer

O Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, detalhou, nesta terça-feira (14/9), como vai funcionar a redistribuição de vacinas entre os municípios mineiros para aceleração da campanha de vacinação contra a COVID-19 no estado. 
Segundo o dirigente, as cidades que finalizaram a imunização de adultos terão, obrigatoriamente, que informar o fato à SES-MG. Caso haja sobra de unidades da CoronaVac, o material deve ser entregue às Regionais de Saúde para rearranjo entre as prefeituras que ainda não completaram o esquema vacinal de adultos. 
 
Leia também:’Protocolo usado pela OMS’, diz secretário sobre aulas em Minas 
Baccheretti explicou que a ideia é otimizar e melhorar a logística da campanha. Com essa dinâmica, o estado poupa as doses da Pfizer para o reforço de idosos e imunossuprimidos, bem como para a proteção dos adolescentes, já que o composto é o único aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esta finalidade. Ao mesmo tempo, proporciona a conclusão mais rápida da vacinação no estado.
“Essa medida é importante para que a gente não chegue lá na frente com doses de CoronaVac sobrando sem ter população para ser aplicada. Também evitamos perder oportunidade de usar a Pfizer agora para vacinar adolescentes e aplicar o reforço”, esclareceu o secretário. 
O Executivo estadual tem 657.050 unidades da Pfizer (primeira dose) para distribuir aos 893 municípos mineiros. Segundo o chefe da pasta da Saúde, a remessa só será entregue às prefeituras na sexta-feira (17/9), após a operação de redistribuição dos frascos do imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan. 
A SES-MG diz que, até o momento, 404 cidades já oficializaram o término da vacinação de adultos. O Executivo, no entanto, acredita que há outras localidades na mesma situação. 
Minas recebeu, até o momento, 26.652.454 de vacinas. Deste total, 20.945.172 de dosos foram oficialmente aplicadas. Baccheretti estima haver mais de 5,7 milhões de doses disponíveis para redistribuição nos municípios. Entretanto, não soube precisar a porção de CoronaVacs deste montante. 
(Esta matéria está em atualização)
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 
  • Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil e suas diferenças
  • Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades
  • Entenda as regras de proteção contra as novas cepas
  • Como funciona o ‘passaporte de vacinação’?
  • Os protocolos para a volta às aulas em BH
  • Pandemia, epidemia e endemia. Entenda a diferença
  • Quais os sintomas do coronavírus?

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal

 

 
 
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.