Com 30% do público vacinado com duas doses, PE tem queda de 74% no número de doentes de Covid em UTIs em três meses


Especialistas afirmam que a vacinação é a maior responsável pela redução de casos da doença. Estado economizou R$ 27 milhões que estavam reservados para tratar pacientes com Covid. Com avanço da vacinação, internamento em UTI cai pelo 4º mês seguido
Em três meses, Pernambuco teve redução de 74% no número de pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para a Covid-19. Segundo o estado, o avanço da vacinação é o principal responsável pelo novo quadro. As duas doses ou o imunizante de dose única foram aplicados em 30% do público (veja vídeo acima).
Saiba como ser vacinado contra Covid no Grande Recife
Confira a ocupação dos leitos de UTI e de enfermaria
Dados do governo apontam que, no dia 9 de julho, 1.726 pernambucanos estavam internados nas UTIs da rede pública. Na sexta-feira (9), exatamente três meses depois, eram 446 leitos ocupados.
Essa queda está diretamente ligada à redução dos casos graves. Em maio, mês em que foram registrados os piores números da pandemia neste ano, 5.188 casos graves de Covid foram notificados. Em agosto, foram 528, o que representa redução de 89,8%.
Especialistas afirmam que a vacinação interfere diretamente nesses indicadores. Atualmente, o estado tem cerca de 62,33% da população imunizada com ao menos uma dose.
UTIs tiveram redução de pacientes com Covid em Pernambuco
Reprodução/TV Globo
De acordo com Lindomar Pena, virologista da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), as vacinas contra a Covid confirmam o que se observou nos estudos clínicos, em que a eficácia dos imunizantes foi bastante elevada.
“Nós estamos observando a efetividade dessas vacinas no mundo real. As condições reais. E todas elas apresentam segurança e eficácia e vêm reduzindo o número de casos e, consequentemente, de hospitalizações e óbitos”, declarou.
Economia
De acordo com André Longo, secretário estadual de Saúde, o cenário provocou mudanças no orçamento do estado.
Cerca de R$ 27 milhões estavam reservados para o tratamento de pessoas internadas com Covid e, agora, serão investidos no cuidado a pessoas com outras doenças.
Esses valores podem, por exemplo, resolver problemas como os do Hospital Otávio de Freitas, na Zona Oeste do Recife, que é gerido pelo governo do estado e tem pacientes aglomerados em macas esperando por cirurgia. A superlotação é uma constante no local.
“Estamos alocando esses recursos que não estão sendo mais gastos com Covid para ajudar a tratar as doenças não Covid que ficaram reprimidas. Cirurgias, principalmente traumatológicas, vasculares, os doentes cardiológicos, as cirurgias e doentes de urologia. Vamos contratar leitos e montar um legado de terapia intensiva no interior do estado”, afirmou.
Covid-19 em Pernambuco
Mais 289 casos da Covid-19 e 14 óbitos provocados pela infecção foram registrados em Pernambuco nesta quarta-feira (15). Com isso, o estado passou a totalizar 614.430 confirmações da doença e 19.574 mortes de infectados pelo novo coronavírus.
Vídeos de PE mais vistos nos últimos 7 dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.