Crimes cibernéticos passam a ser investigados por delegacia especializada em Macapá


Polícia Civil instalou a DR-CCIBER, que funciona todos os dias, de 7h30 às 18h, no aeroporto. Denúncias de crimes cibernéticos podem ser feitas em delegacia especializada em Macapá
Os crimes praticados em ambiente virtual passam a ser investigados por uma delegacia especializada em Macapá a partir desta terça-feira (14). Anteriormente, esse serviço era ofertado nas delegacias de bairros.
Com equipamentos de inteligência e profissionais especializados, a Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DR-CCIBER) combate ataques virtuais como ameaça, difamação, corrupção de menores, rackers, entre outros.
A delegacia funciona no Aeroporto Internacional de Macapá, todos os dias, das 7h30 às 18h.
Amapá inaugura Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DR-CCIBER)
Rede Amazônica
Os serviços passaram a ter espaço especializado conforme lei sancionada pelo governo estadual em agosto de 2020. O documento previa ainda a reestruturação de diversos departamentos da Polícia Civil no Amapá.
A delegacia de crimes cibernéticos tem como atribuição a apuração de infrações penais praticadas por meio de recursos tecnológicos de informação, como computadores e smartphones.
No local, são apurado crimes realizados em comércios eletrônicos, crimes contra criança ou adolescente, contra a honra e de ameaça, além de invasões de dispositivos.
Uberlândio Gomes, delegado-geral da Polícia Civil do Amapá
Victor Vidigal/G1
Por estar localizada no aeroporto, a delegacia é também porta de entrada para turistas que buscam por informações ao chegarem em Macapá, segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Uberlândio Gomes.
“Essa delegacia terá as atribuições de fazer a repressão aos crimes cibernéticos, fazer o acolhimento ao turista e difundir o conhecimento para outras unidades”, disse Gomes.
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.