Diferença entre malware, vírus e spyware: saber ajuda a proteger seu computador

A segurança digital é cada vez mais importante e ganha complexidade conforme surgem novas tecnologias e, consequentemente, novas ameaças. Aprender a navegar na internet de maneira segura é essencial, mas nem sempre conseguimos compreender o vasto vocabulário cibernético. Confira o glossário básico de segurança digital e como se preparar para evitar eventuais ataques.

Malware
É uma nomenclatura abrangente utilizada por qualquer ameaça virtual que infecte os dispositivos eletrônicos. Eles resultam em uma máquina lenta, com programas travando e softwares com desempenho duvidoso. Um os mais conhecidos é o Trojan, cavalo de troia, geralmente um arquivo disfarçado que, ao ser aberto, infecta e contamina o computador.

+ Caso Epic Games: juíza determina que Apple deve abrir seu sistema de pagamentos
+ Anatel cancela reunião para votar versão final do edital do 5G

Vírus
É uma das categorias de Malware. Eles podem ser transmitidos através de anexos de emails, mensagens com link no WhatsApp, sites e arquivos suspeitos. Eles podem roubar dados do usuário sem que este perceba, sequestrar o dispositivo eletrônico e travar suas funções, efetuar chamadas ou enviar mensagens do celular e até sequestrar senhas e dados.

Phishing
É uma isca utilizada para fraudes eletrônicas e pode recebido através de um email, redes sociais e até SMS. Geralmente surgem com alguma mensagem impactante: “Clique aqui para ter acesso a uma restituição financeira”, “sua conta será apagada”, ou qualquer outro, sempre se passando por alguma instituição de credibilidade, como bancos ou universidades. Ao cair na isca, o usuário pode acabar fornecendo dados pessoais a criminosos.

Spyware
São programas que espionam a vítima, capazes de coletar dados de navegação e até acessar a câmera em tempo real. Elas surgem também em sites suspeitos, spams (propagandas que abrem em uma nova janela ou aba), email, entre outros.

Como evitar
Erros de ortografia são essenciais para desmascarar tentativas de fraude, sobretudo com o phishing. Além disso, tenha cuidado com seus dados pessoais e senhas – evite preencher cadastros em sites que não parecem confiáveis. Ter um firewall é também recomendável, pois é um programa que ajuda a identificar tentativas de instalação de malware. Além disso, evite navegar em sites suspeitos e jamais clique em um link duvidoso. Outra dica é que endereços de sites que começam com “http://” utilizam protocolo de segurança verificado. Verificar o remetente de uma mensagem também fornece pistas importantes.

O post Diferença entre malware, vírus e spyware: saber ajuda a proteger seu computador apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.