Ibovespa avança com exterior, mas Petrobras atenua fôlego

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – A bolsa paulista buscava manter o tom positivo nos primeiros negócios desta terça-feira, endossada pelo exterior, embora o declínio de Petrobras enfraquecesse o Ibovespa diante de novos ruídos envolvendo os preços de combustíveis no país.

Às 10:25, o Ibovespa subia 0,54%, a 117.028,46 pontos.

Na véspera, no Twitter, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a companhia “deve ser lembrada: os brasileiros são os seus acionistas”. (https://twitter.com/ArthurLira_/status/1437539330843725826)

“Tudo caro: gasolina, diesel, gás de cozinha. O que a Petrobras tem a ver com isso? Amanhã, a partir das 9h, o plenário vira Comissão Geral para questionar o peso dos preços da empresa no bolso de todos nós”, escreveu Lira na rede social.

O presidente da estatal, general Joaquim Silva e Luna, participa nesta manhã da Comissão Geral na Câmara dos Deputados, quando também deve responder a questões sobre termelétricas, entre outros temas.

No exterior, o clima era apoiado por dados dos Estados Unidos sugerindo que provavelmente a inflação atingiu seu pico, embora possa permanecer alta por um tempo em meio às persistentes restrições de oferta.

De acordo com o Departamento do Trabalho, o índice de preços ao consumidor excluindo os componentes voláteis de alimentos e energia subiu 0,1% no mês passado. Foi a taxa mais fraca desde fevereiro, após aumento de 0,3% em julho.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8D0LT-BASEIMAGE

O post Ibovespa avança com exterior, mas Petrobras atenua fôlego apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.