Idosos que vivem em abrigos de Palmas recebem dose de reforço contra o coronavírus


Pacientes imunossuprimidos, que têm problemas no sistema imunológico, também estão sendo vacinados. Idosos que vivem em abrigos de Palmas recebem dose de reforço contra a Covid
Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas
Os idosos que vivem em abrigos de Palmas começaram a receber a dose de reforço contra o coronavírus. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até o final desta semana profissionais vão percorrer sete casas de acolhimento. A vacina é para os idosos e imunossuprimidos, que são as pessoas com problemas no sistema imunológico, que já receberam duas vacinas contra a Covid-19.
Em Palmas, a dose de reforço para os dois grupos começou a ser aplicada no sábado (11).
Os primeiros vacinados foram os idosos acolhidos pela Instituição de Longa Permanência Rhema, que fica no Jardim Taquari. Para garantir a imunização, enfermeiros da rede de saúde de Palmas foram ao local. Um grupo de pacientes imunossuprimidos que são atendidos pela instituição também foi imunizado.
A prefeitura disse que também fará busca ativa em lares para vacinar o maior número de idosos. Rogério Quintano, 81 anos, recebeu a dose de reforço e comemorou. “Estou com saudade de encontrar as pessoas e ver minha família. Acho que agora estaremos ainda mais seguros”, disse o aposentado.
A dose de reforço é preconizada pelo Ministério da Saúde. Para receberem, os idosos devem observar o intervalo de seis meses da aplicação da segunda dose e os imunossuprimidos, 28 dias.
A prefeitura informou que não é necessário agendamento e o atendimento para os dois públicos será por demanda espontânea. Na unidade de saúde é necessário apresentar documentos pessoais (RG e CPF), cartão de vacina e comprovante de endereço
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.