Maconha medicinal movimentou mais de R$ 20 milhões em 2021 no Brasil

O mercado da maconha medicinal no Brasil movimentou, de janeiro a junho de 2021, R$ 21,8 milhões. Os números fazem parte do relatório “Cannabis para fins medicinais”, da empresa Kaya Mind, que analisa a situação do setor no país. Segundo projeções da startup, mais de 34 mil pessoas estão autorizadas pela Anvisa a importar remédios à base da planta, que girou R$ 21,9 milhões em 2020.

A decisão da agência para liberar a importação de medicamentos derivados da maconha para uso próprio com prescrição médica é de 2015. De lá até 2020, solicitações para importação e renovação do acesso aos medicamentos à base da erva cresceram 1.780% no país.

Outro avanço na área aconteceu em junho deste ano, com a aprovação do PL 399/2015 na Câmara dos Deputados, que busca regulamentar o plantio de maconha para fins medicinais, científicos e industriais.

O relatório, que cruzou informações públicas e de bancos de dados próprios, ainda mapeou 153 empresas que atuam, direta ou indiretamente, com a maconha para fins medicinais no Brasil. Atualmente, 439 remédios à base da cannabis estão disponíveis para importação via Anvisa.

O documento completo aborda a legislação brasileira sobre o tema, o uso medicinal da maconha, perfis de pacientes e condições médicas, o mercado atual, os entraves da indústria e as principais tendências do mercado canábico.

O post Maconha medicinal movimentou mais de R$ 20 milhões em 2021 no Brasil apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.