Moradores reclamam de água com coloração estranha em Santos e relatam preocupação


Região da Zona Noroeste em Santos começou a apresentar água escura, com cheiro forte. Água inapropriada para consumo entregue em residência da Zona Noroeste nesta segunda-feira (13)
Arquivo Pessoal
Moradores da Zona Noroeste em Santos, no litoral paulista, relataram preocupação após a água da torneira sair com coloração escura, cheiro forte e resíduos. Segundo apurado pelo G1, a situação começou nesta segunda-feira (13). A Sabesp informou que técnicos da empresa já haviam resolvido o problema no local (veja nota abaixo).
Em entrevista ao G1, Angela Mendes, diretora de uma creche, conta como teve que lidar com a situação. Ela conta que as atividades da instituição foram suspensas nesta terça-feira (14) e na quarta (15), também não funcionará por segurança das crianças. Além disso, a diretora informou que marcou para limparem a caixa d’água devido aos resíduos e sujeiras da água.
“Imagine você esvaziar uma caixa d’água de mil litros e pagar por isso”, relatou Angela.
A atividade, entretanto, se fez necessária. A responsável pela creche que fica no bairro Radio Clube, na Zona Noroeste, relatou que busca resposta de algum órgão responsável desde o início da mudança da água. “As mães das crianças [da creche] também relataram o mesmo problema em suas casas”, pontuou.
De acordo com os moradores, o líquido começou a apresentar coloração escura, cheiro forte e resíduos no início da tarde. Nesta terça-feira (14), a água apresentava cheiro forte e resíduos, apesar da coloração mais clara.
O problema, segundo moradores, atingiu uma parte significativa da região. Aproximadamente dois bairros foram atingidas pelo problema. Um morador que lidera um movimento social da Zona Noroeste, e prefere não se identificar, disse em entrevista ao G1 que também foi atingido pelo problema. “Estamos vivendo à base de água mineral que compramos em mercado. A principal preocupação é com as crianças, que podem ter ingerido essa água que não sabemos se está contaminada”, relata.
A Prefeitura de Santos informou ao G1 que o caso é de responsabilidade da Sabesp. A empresa de Saneamento básico de São Paulo, por sua vez, informou à reportagem que imediatamente, após ter sido identificada a água com alteração de cor, os técnicos da empresa se deslocaram para o local, isolaram o trecho afetado e realizaram manutenções operacionais para a normalização da situação. A empresa, ainda, disse que manhã desta quarta-feira (14), as equipes retornaram ao local e após novas vistorias a água está normal.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.