Peru prorroga suspensão de voos com a África do Sul pela pandemia

O Peru prorrogou até o fim de setembro a suspensão dos voos da África do Sul, em vigor desde dezembro do ano passado, em meio à emergência sanitária pela pandemia, informou o governo nesta quarta-feira (15).

A África do Sul é o único país que as autoridades peruanas mantêm na lista de países altamente perigosos de importar novas variantes do coronavírus, após a remoção do Brasil e da Índia no início de setembro.

A suspensão de voos inclui a proibição de entrada no Peru de “estrangeiros não residentes de procedência da República da África do Sul, ou que tenham feito escala neste local nos últimos 14 dias”, segundo a norma publicada no Diário Oficial.

Segundo o ministério de Transportes, os voos procedentes da África do Sul continuarão suspensos até 30 de setembro. Dias antes dessa data, voltará a avaliar a medida.

Para entrar no Peru a partir de qualquer país, é preciso estar imunizado com as duas doses da vacina contra a covid-19 ou apresentar um teste negativo feito nas últimas 72 horas.

Os menores de 12 anos ou aqueles que contraíram covid-19 nos últimos três meses não precisam fazer testes após preencherem uma declaração.

O Peru restringiu os voos da África do Sul em dezembro, poucos meses antes do início de uma segunda onda da pandemia no primeiro trimestre de 2021.

O Peru estendeu em agosto a emergência sanitária pela covid-19 até 1º de março de 2022, diante do risco de uma terceira onda de casos que, segundo o ministro da Saúde, Hernando Cevallos, poderia chegar a partir do final de setembro.

Segundo o governo, 8,8 milhões de peruanos (27,3%) receberam as duas doses da vacina contra a covid-19 desde fevereiro, quando começou a campanha.

Com 33 milhões de habitantes, o Peru registra mais de 2,1 milhões de casos e cerca de 199.000 mortes desde que a pandemia chegou no país em março de 2020.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.