Polícia Civil recaptura foragido condenado a mais de 70 anos de prisão

 
A Polícia Civil de Minas Gerais recapturou nesta terça-feira (14/9), em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, um homem de 29 anos condenado a mais de 70 anos por homicídio, latrocínio, extorsão mediante sequestro e coação no curso do processo.
 
De acordo com a PCMG, o homem estava foragido desde 20 de março deste ano, e fugiu após pular o muro do presídio. O suspeito é apontado como líder de uma organização criminosa especializada no tráfico de drogas, atuante no bairro Porto Seguro, em Ribeirão das Neves.
 
 
 
Na coletiva, que ocorreu nesta quarta-feira (15/9), o delegado Fábio Werneck disse que o foragido fez uma lista, ao sair da cadeia, com 21 nomes de pessoas que ele pretende matar, “e ele tem levado isso bem a sério”, pontua.
 
Conforme a investigação policial, desde a fuga, o homem teria cometido, pelo menos, dois homicídios consumados e outros dois tentados. No dia 30 de julho, ele matou um ex-parceiro de crime, diante do filho de 7 anos, e, no dia 18 de agosto, executou outro desafeto da mesma forma. 
A terceira vítima conseguiu fugir após ser atingida no dedo. No quarto caso investigado, crime cometido em Esmeraldas, Região Metropolitana, a vítima foi um homem que estaria se relacionando com a ex-companheira do suspeito. Mesmo após ser atingido por vários tiros e ainda ser atropelado, o homem sobreviveu ao ataque.
Durante buscas na casa do foragido, os policiais civis encontraram 18 quilos de maconha, mais de 11 quilos de cocaína, pés de maconha, R$ 8,9 mil, uma arma de fogo, um veículo, notebook, celulares, documentos, prensas hidráulicas e balanças digitais.
 
 
 
Além disso, foram arrecadadas munições calibre 380 semelhantes aos elementos balísticos encontrados nas cenas de dois homicídios. “Acredito que o prejuízo que ele teve com essa apreensão seja superior a R$ 650 mil”, ressalta Fábio Werneck.
O homem, que tentou fugir durante a ação policial, foi preso em virtude de mandados de prisão relativos à organização criminosa, um dos homicídios e pela execução penal, além do flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo e munições. 
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.