Queda de avião em Piracicaba (SP) mata sete pessoas

O bimotor se chocou contra um barranco e explodiu logo após a decolagem. Celso Silveira Mello Filho, acionista da Cosan, a esposa e três filhos do casal estão entre as vítimas, além do piloto e do copiloto. Queda de avião em Piracicaba (SP) mata sete pessoas
A queda de um avião em Piracicaba, no interior paulista, matou os dois tripulantes e uma família de cinco pessoas.
As imagens registradas com celular mostram a decolagem do avião modelo King Air 250 partindo do aeroporto de Piracicaba pouco antes das 9h com destino ao Pará. Mas 15 segundos depois, o bimotor perdeu altitude, caiu sobre um barranco e explodiu. Foram apenas dois quilômetros do aeroporto até a área do Parque Tecnológico, que ficou em chamas.
“Ele estava muito baixo. Aí, aqui do lado da construção, ele virou de lado. A gente achou estranho. Aí veio e deu aquele impacto”, conta o garçom Marcos Eduardo de Souza.
Os sete ocupantes do avião morreram. Celso Silveira Mello Filho era acionista da Cosan, uma das maiores empresas de produção de álcool do mundo. Ele tinha 73 anos. A esposa, Maria Luiza Silveira Mello, tinha 71. No avião estavam três filhos do casal: Celso Meneghel Silveira Mello, de 46 anos, Camila Silveira Mello, de 48, e Fernando Silveira Mello, de 46 anos, além do piloto Celso Carloni, 39 anos, e do copiloto Giovani Gulo, de 24.
Agentes do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, o Cenipa, estiveram no local da explosão para colher material para investigação que vai apontar as causas do acidente. Segundo o Cenipa, não há prazo para conclusão dos trabalhos.
Segundo um funcionário do hangar do aeroporto de Piracicaba, o bimotor fabricado em 2019 e com capacidade para oito pessoas, incluindo piloto e copiloto, tinha acabado de passar por revisão. E a Anac confirmou que toda a documentação do avião estava em dia. A polícia científica esteve no local do acidente.
Em nota, a Cosan lamentou a morte do empresário Celso Silveira Mello, da família dele e dos pilotos.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.