TRT-6 não vê jornada excessiva em empresas e nega indenização

Sem comprovação contundente do descumprimento de normas legais e da reiteração da conduta, a 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (PE) manteve uma decisão que afastou a condenação de uma construtora e uma imobiliária associada ao pagamento de indenização por dano moral coletivo …
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.