Antes de se tornar um dos principais destinos turísticos de Santa Catarina e do Brasil, Garopaba era um vilarejo pesqueiro e agrícola. Aliás, a história da ocupação do território da cidade tem uma estreita ligação com a pesca. Nesta quinta-feira, 23, ocorreu a abertura oficial da Semana Municipal do Pescador, com o objetivo de sensibilizar o pescador, e também a população, sobre a importância do ofício para o desenvolvimento econômico, social e turístico do município. “É uma forma de manter viva nossa cultura garopabense, entre diferentes gerações”, completa o vice-prefeito, Guto Chaves.

  

Diversas atividades gratuitas estão programadas até a próxima quinta-feira, 30,  como oficina de tecer rede e tarrafa, cinema, bem como iniciativas que promovem a  saúde, com medição de glicose e pressão alta dos pescadores. Ao longo dos dias diversas escolas municipais visitam  os ranchos de pesca, da região Norte ao Sul de Garopaba. “Em contato com as histórias dos pescadores, os estudantes vão conhecer de perto a identidade pesqueira, tão intrínseca na história garopabense ”, destaca o secretário de Agricultura e Pesca, Fabiano Vieira. Com essa temática histórica, tem ainda o sarau infantil que ocorre no domingo, 26.

 

Entre as ações de conscientização, está a palestra “Incentivo e Preservação de Espécies Marítimas”, ministrada pelo Instituto Monitoramento Mirim Costeiro, e de conversação da memória, o lançamento da série documental “Além do Mar”. Trata-se de sete narrativas textuais, criadas com base no jornalismo literário, a partir do relato oral dos familiares de sete pescadores, que faleceram durante a atividade pesqueira. A produção é da Prefeitura de Garopaba, bem como a organização de todos os eventos da Semana Municipal do Pescador. A parceria é entre as secretarias de Agricultura e Pesca, e de Educação e Cultura.

 

Confira a programação completa no arquivo em anexo. É importante destacar também que a Semana Municipal do Pescador é amparada pela nº 2.344, de 23 de setembro de 2021, que tem como autor o vereador Rogério Linhares, popularmente conhecido como Dedeu.

   

Texto: Assessoria/PMG