Assassinatos de negros aumentam 11% em dez anos e de não negros caem 12% no mesmo período, mostra Atlas da Violência

A taxa de homicídios de negros no Brasil aumentou de 34 para 37,8 por 100 mil habitantes entre 2008 e 2018, o que representa alta de 11,5% no período. Os dados foram divulgados pelo Atlas da Violência 2020, nesta quinta-feira (27). Os assassinatos entre os não negros diminuíram de 12,9% (de uma taxa de 15,9 para 13,9 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes).

O Atlas da Violência é elaborado por meio de parceria entre o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e o Instituto de Econômica Aplicada (Ipea). Temcomo base de dados os números apresentados pelo Sistema de Informação sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde.

De acordo com o atlas, o descompasso entre as taxas de homicídio dos dois grupos quer dizer que, na prática, para cada indivíduo não negro morto em 2018, 2,7 negros foram mortos.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.