Flávia Alessandra diz que volta às gravações de ‘Salve-se quem puder’ ‘traz alegria em fase difícil’

Atriz fala do ‘reencontro’ com personagem Helena e conta que elenco se manteve em contato durante os meses de pausa por causa da pandemia de coronavírus. Flávia Alessandra diz que retorno às gravações de ‘Salve-se quem puder’ ‘traz alegria em fase difícil’

Flávia Alessandra tem compartilhado com seus seguidores nas redes sociais um pouco do que está acontecendo durante o retorno das gravações de “Salve-se quem puder”. As produções estavam paralisadas desde março e a novela retomou as filmagens há alguns dias, seguindo protocolos de segurança por causa da pandemia de coronavírus.
Além de todo cuidado de higienização e distanciamento, Flávia conta que a história de sua personagem Helena e o núcleo de atores que forma a história ajuda nos cuidados.
“Meu núcleo, desde o início, tem uma característica de ser pequeno. A interação acontece mesmo entre poucos. Helena, por exemplo, é casada e nunca trocou um carinho com o marido [Hugo, personagem de Leopoldo Pacheco], é algo da relação deles. Isso já nos ajuda também”, explica a atriz.
Flávia afirma também que, apesar da pausa, a história de sua personagem não deve sofrer alterações.
“Pelo que ando lendo, acredito que a história da Helena segue sendo a mesma. Terminamos a primeira fase ali no ápice, com a revelação de que o marido dela é o grande vilão da história… E agora seguimos com o desenrolar da trama.”
Saudades das filmagens
Para Flávia, o retorno para o trabalho trouxe uma sensação de alegria em meio ao caos gerado pela pandemia.
“Eu estava com muita saudade do trabalho. Vivemos um momento delicado e, muito consciente, a Globo agiu logo nos primeiros sinais da pandemia. Para mim, que estava envolvida com a história de ‘Salve-se Quem Puder’ e com a minha personagem, ficou uma sensação de vazio.”
“Reencontrar a Helena, depois desse tempo todo, me traz um pouco de alegria nessa fase tão difícil que estamos enfrentando”, afirma Flávia.
A atriz conta que logo no primeiro dia de gravações encontrou Felipe Simas (Téo) e o Leopoldo Pacheco, seus colegas de núcleo na trama. E disse também que o sentimento nos bastidores com a retomada é de alegria “de poder voltar a contar nossa história, de retomarmos um projeto que é especial e importante para todos nós”.
“É claro que o cenário do nosso país é preocupante. Eu penso sempre nas pessoas que estão mais vulneráveis. Sou Embaixadora da Brazil Foundation e sempre estamos nos mobilizando para ajudar quem mais precisa.”
Initial plugin text
“Em relação ao trabalho, temos uma sensação de segurança, porque não existe pressa na nossa retomada, a emissora estudou todo o modelo adotado. A minha rotina agora é da Globo para casa. E vice-versa.”
Durante o período de pausa, Flávia conta que o elenco se manteve em contato, permitindo que o trabalho com os personagens não se perdesse.
“Nós estamos sempre nos falando, conversando, trocando… Mas existe algo que é maior: o texto. Daniel [Ortiz, autor] tem um texto muito amarradinho, com a construção muito clara de todos os personagens. E isso faz toda a diferença. A coesão começa no texto e segue com a gente. Os personagens estão vivos.”

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.