Fumaça das queimadas do pantanal chega ao noroeste do Paraná

Nuvem de fumaça já é vista em Porto Rico, umas das principais cidades turísticas da região. Imagens de satélite mostram o avanço da nuvem mais densa sobre o estado. Fumaça das queimadas no Pantanal chega ao Paraná
A fumaça das queimadas no pantanal de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul chegou ao Paraná. Ela está sobre cidades do oeste e noroeste do estado. Em Porto Rico, uma das principais cidades turísticas do noroeste, uma nuvem cinza clara toma conta do céu.
Os meteorologistas estão monitorando as imagens de satélite e a direção dos ventos e confirmaram que essa nuvem de fumaça é proveniente das queimadas dos estados do centro-oeste.
Pantanal tem segundo maior número de queimadas para agosto desde início das medições; focos detectados na Amazônia superam média histórica
As imagens de satélite mostram o avanço dessa fumaça que chegou ao noroeste do estado no domingo (30).
Fumaça das queimadas do pantanal no dia 30 de agosto

Outra imagem de satélite, feita na segunda-feira (31), mostra que a nuvem ficou mais densa.
Um dia depois, nuvem de fumaça ficou mais densa

Outros focos de incêndio no Paraguai e na Argentina ajudam a jogar essa cortina para o oeste do estado e em direção a Santa Catarina.
A meteorologista da Somar, Dóris Palma, explicou que, como não há previsão de chuva para os próximos dias, os ventos devem continuar empurrando a fumaça para o estado.
“Ao longo dos próximos dias os ventos continuam soprando do quadrante norte e noroeste e mantendo poluentes mais contínuos na região. É preciso redobrar a atenção porque a qualidade do ar piora e o índice de umidade fica muito baixo. Há previsão de chuva somente para a segunda quinzena de setembro e de forma pouca volumosa. Além disso, o tempo seco favorece o aumento de focos de queimadas no pantanal quanto em áreas do Paraná”, detalhou.
Com tempo seco, Paraná registra mais de 6,4 mil ocorrências de incêndio ambiental desde início do ano, diz Corpo de Bombeiros
Baixa umidade no Paraná exige cuidados com a saúde; veja dicas de alimentação e como evitar problemas respiratórios
Meteorologista confirmou que nuvem cinza sobre Porto Rico é fumaça das queimadas do pantanal

Tempo seco
Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade relativa do ar ideal para saúde é entre 50% e 80%.
Com ar seco, alguns sintomas podem ser comuns, como ardência nos olhos, tosse seca e irritação nas vias respiratórias.
Especialistas recomendam algumas medidas para amenizar os problemas respiratórios:
Coloque umidificadores no ambiente
Use soros fisiológicos para deixar o nariz mais úmido
Retire os tapetes, carpetes e cobertores.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.