Imagem rara da Floripa de 1973 surge na Argentina e revela Centro pré-aterro

O clube argentino Atlético Atlanta, de Buenos Aires, publicou nas suas redes sociais nesta semana uma imagem rara de Florianópolis em 1973. A foto sugere que a delegação esportiva ficou hospedada num hotel na Ilha, e mostra a área do Centro Histórico, ainda antes da obra do aterro central, que ocorreu uma década depois. A Ponte Hercílio Luz, que o fotógrafo fez questão de mostrar, na época ainda era a única ligação entre a Ilha e o Continente, e mantinha um fluxo intenso de veículos. A primeira das pontes de concreto a ser erguida foi a Colombo Salles, inaugurada em 1975, dois anos após a imagem revelada agora pelos argentinos.

Na foto, o atleta Juan Antonio Gómez Voglino está na sacada de um hotel, com a Ponte Hercílio Luz ao fundo. Atrás dele, os dois homens que conversam são o diretor do clube Rodolfo “Pocho” Bettinotti e outro atleta, Ramón Ledesma.

Segundo a publicação, o clube Atlanta veio ao Brasil para jogar amistosos no Rio de Janeiro e no Paraná, mas parecem ter escolhido Florianópolis para “turistar”, já que não há registro de que atuaram na Capital catarinense. A imagem foi creditada ao arquivo de Edgardo Imas, pesquisador argentino.

Uma segunda imagem, desta vez em Imagem em preto e branco, do mesmo ano 1073, parece também ter sido Floripa. O que acham? ((Foto: Arquivo pessoal de Edgardo Imas)

Quem é o homem na foto?
Juan Antonio Gómez Voglino hoje tem 73 anos e vive numa área rural de Bogotá, na Colômbia. Nascido em Buenos Aires, se naturalizou colombiano no final da carreira no futebol, onde atuou em clubes na Argentina, Colîmbia, Espanha e Venezuela.

No mesmo ano em que esteve em Florianópolis, foi o goleador do Campeonato argentino, em 1973, pelo Club Atlético Atlanta, sedo até hoje o maior artilheiro da história do clube, com 68 gols marcados em 188 jogos.

Sua carreira começou em 1967, aos 20 anos, no Colegiales de Munro, onde fez 40 jogos e 25 gols. Em 1969 ingressou no então campeão argentino, o clube Chacarita Juniors. Foram 16 jogos e apenas três gols. Entre 1970 e 1974 assinou com o Atlanta, clube que o trouxe na excursão que passou por Floripa em 73.
Em 74, se transferiu para o Elche CF de Alicante, a ´pedido do técnico “Pipo” Nestor Raul Rossi, permanecendo por lá por seis temporadas. Em 1979, foi para o Milionários, da Colômbia, onde 104 partidas e marcou 25 gols. Em 1983, chegou à Venezuela, onde foi campeão da primeira divisão com o Universidad de los Andes, antes de encerrar a carreira, em 1984.

– Eu queria e poderia continuar jogando por mais alguns anos, mas quando fui jogar em um campeonato nada notável como a Venezuela, eles acreditaram que eu não estava mais em um bom nível e não me chamaram de nenhum clube, nem colombiano nem argentino -, lamentou Voglino numa entrevista há alguns anos.

(Foto: Divulgação)

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.