Menina de 16 anos é a mais jovem a morrer por coronavírus em Joinville

Dados do Governo do Estado registram outras 11 mortes nesta terça-feira no município

Uma adolescente de 16 anos está entre os 12 mortos por coronavírus em Joinville, segundo atualização divulgada pelo Governo do Estado no fim da tarde desta terça-feira (25). Ela é a paciente mais jovem a falecer pela doença na cidade que já contabiliza 244 mortes desde o início da pandemia, segundo o Estado. Conforme informações do Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, a menina foi encaminhada do Hospital Municipal São José para a unidade infantil no dia 29 de julho.

Lá ela permaneceu internada no leito de UTI exclusivo para pacientes com coronavírus, já que apresentava a suspeita da doença. A adolescente realizou o teste que constatou o diagnóstico positivo. No entanto, ela faleceu na última sexta-feira (21). Ela possuía problemas renais, segundo o hospital. A identidade da menina não foi divulgada.

Até então, a pessoa mais jovem a falecer na cidade por coronavírus era Juliana de Jesus Campos, de 33 anos. O registro foi em junho. Ela faleceu no mesmo mês em que a sogra, também após contrair Covid-19.

Além da adolescente de 16 anos, outras 11 pessoas também faleceram por coronavírus na cidade. Foram cinco homens com idades entre 54 e 76 anos e seis mulheres com idades entre 81 e 91 anos. Ainda conforme os dados do governo estadual, Joinville registra 151 novos casos de coronavírus, totalizando 11.468.

A maior parte dos casos confirmados de coronavírus são em mulheres, com 54,44%. Já com relação às mortes, os homens representam a maioria (60,78%). Em todo o estado, Joinville é a cidade com mais números de mortes e diagnósticos positivos.

Dados da Secretaria Municipal da Saúde trazem mais de 12 mil pessoas já recuperadas na cidade. A maior parte das pessoas com diagnóstico positivo têm entre 30 e 39 anos, seguido das pessoas com idades entre 40 e 49 anos.

Segundo o município, o bairro Aventureiro continua sendo a região com mais registros, com 981 casos. A cidade também tem 155 pessoas internadas com Covid-19.

Os dados usados pela reportagem no levantamento são divulgados pelo governo do Estado e podem ser diferentes dos dados da prefeitura. Isso porque pode haver atraso na atualização nos dois sistemas.

Novo decreto e prorrogações na cidade

A Prefeitura de Joinville prorrogou para mais sete dias as medidas restritivas de acesso público aos estabelecimentos. A decisão, definida pelo Decreto º 39.181 , começa a contar a partir de quarta-feira (26).

Com isso, o ingresso e a permanência de pessoas em shoppings centers, supermercados e demais estabelecimentos de comércio varejista ou atacadista serão limitados a uma pessoa por família e a 30% da capacidade de público da loja, sem prejuízo do cumprimento das demais normativas e diretrizes sanitárias aplicáveis.

Conforme a decisão, o horário de funcionamento de shopping centers será limitado ao período compreendido entre as 11h e as 20h, exceto às lojas de alimentação e restaurantes, que poderão funcionar até as 22 horas.

A permanência de pessoas será limitada a 30% da capacidade de público nos seguintes estabelecimentos: academias; igrejas, templos e demais locais destinados à realização de cultos e serviços religiosos; e serviços com atendimento presencial ao público, excetuados os de assistência à saúde.

O decreto também prorroga, pelo mesmo período, a vigência da medida de suspensão das atividades em cinemas, teatros, casas noturnas e museus, bem como da realização de quaisquer eventos sociais e corporativos, shows e espetáculos presenciais. A prorrogação prevista no caput não se aplica aos eventos realizados nas modalidades drive in e drive-thru.

O descumprimento das medidas de prevenção da disseminação da Covid-19 será considerado infração grave, sujeitando o infrator ao pagamento de  multa fixada entre 11 a 20 UPMs.

Teste de coronavírus

(Foto: AFP)

Com Agências

Adicionar aos favoritos o Link permanente.