Ministério da Economia está com inscrições abertas para projeto de consultoria executiva

O Ministério da Economia abriu inscrições para o projeto piloto de consultoria executiva, no qual serão escolhidos 10 servidores federais da carreira de Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) para atuarem como consultores executivos e trabalharem em projetos pré-selecionados. As inscrições vão até esta sexta-feira (21) e os candidatos selecionados devem iniciar as atividades no dia 8 de setembro.

Mais informações sobre o processo seletivo estão disponíveis neste link.

Os aprovados ficarão alocados na Secretaria de Gestão. O secretário Cristiano Heckert, comentou que o projeto é mais uma das alternativas criadas pelo governo diante da imposição pelo corte das despesas de pessoal e da redução de concursos públicos.

— Nós estamos sempre buscando formas mais dinâmicas para realocação, então temos que ser mais eficientes na gestão para que a gente tenha melhores resultados com a força de trabalho que está diminuindo. Nós vamos continuar fazendo concursos, mas não na mesma velocidade das pessoas que se aposentaram, então precisamos de alocações mais dinâmicas. Isso é bom pro servidor também porque dá mais mobilidade, possibilidade de ele ter uma carreira mais flexível, mais dinâmica, transitando dentro da administração e desenvolvendo novas competências — disse.

O primeiro projeto a ser desenvolvido é a implantação do teletrabalho na Administração Pública Federal, metodologia que já foi aplicada devido à pandemia do coronavírus, e que será aperfeiçoada. Heckert explicou que os servidores vão trabalhar por projetos, o que vai permitir que eles prestem o serviço para mais de um órgão de forma simultânea. Para participar do projeto piloto, o órgão deve ter aderido ao TransformaGov, programa de modernização da gestão do governo federal.

— O que estamos executando com esse projeto piloto é uma nova modalidade que chamamos de consultoria executiva, com isso, o profissional fica alocado no projeto, e não no órgão, assim, o mesmo profissional consegue atender a mais de um órgão simultaneamente, acelerando a implantação de determinado projeto — disse.

Neste projeto piloto, as vagas estão disponíveis para quatro perfis de servidores: formulação de atos normativos; gestão estratégica, de projetos e de processos; comunicação estratégica; e desenvolvimento e capacitação. Os profissionais interessados em participar da seleção precisam possuir alguns atributos como foco em resultados, proatividade e criatividade.

No futuro, o objetivo da pasta é abrir mais seleções do tipo para outras carreiras para o futuro, a partir dos resultados do projeto piloto. O cronograma do programa prevê os primeiros resultados em dezembro.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.