MON faz homenagem aos 90 anos do artista Fernando Velloso

Um dos mais importantes artistas do Paraná, o curitibano Fernando Velloso, completou 90 anos neste mês de agosto e será homenageado pelo Museu Oscar Niemeyer (MON) com um diálogo entre ele e os professores e curadores de arte Maria José Justino e Fernando Bini.
O bate-papo, mediado pela diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika, será transmitido ao vivo neste domingo (dia 23), pelo canal Canal do YouTube da instituição, às 16h.

live é uma edição especial do programa Artistas do Acervo, que está sendo realizado de maneira virtual e que tem como principal objetivo oferecer um espaço de diálogo entre o público e os artistas que têm obras no acervo do MON.

“Nada é mais importante para um Museu do que o seu acervo, por isso, este programa é muito especial, principalmente neste momento de distanciamento em que permite que a arte chegue até as pessoas através de seus criadores, os artistas, levando conforto e inspiração ao público que está em casa”, diz a diretora-presidente da instituição.

ENRIQUECE – Com mais de 60 anos de vida dedicados à arte, Fernando Velloso enriquece o acervo do MON com quatro obras de sua autoria. São elas: o óleo sobre tela “Grande Composição em Azul” e “Evocação de Elementos Simbólicos”, “Totem da Floresta” e “Partida em Busca do Imaginário” (estas três, em técnica mista).

As edições virtuais do programa Artistas do Acervo são mensais e as próximas terão as participações da artista e fotógrafa Milla Jung, dos designers Carol Armellini e Paulo Biacchi e da artista e professora Fernanda Magalhães. Até novembro, o tema dos encontros será “Conforto em Confronto”.

CURADORES

Maria José Justino é professora, ensaísta, curadora e crítica de arte. Tem mestrado em Filosofia pela PUC-SP; pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (2008) e doutorado pela Universidade de Paris VIII (1991) em Estética e Ciências das Artes. Integra o Conselho de Cultura do Estado do Paraná, no Museu Oscar Niemeyer e no Museu de Arte Contemporânea (MAC). Professora aposentada da UFPR e da Embap, é autora de mais de 70 artigos e livros, entre eles: “Mulheres na Arte: Que Diferença Isso Faz?”, “Frans Krajcberg: A Tragicidade da Natureza pelo Olhar da Arte”, e “Modernidade e Pós-modernidade em Hélio Oiticica”.

Fernando Bini é artista plástico formado pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, mestre em Letras pela PUCPR e com DEA pela Universidade de Paris VIII. Professor de História da Arte e Estética da UFPR e da PUCPR, também atua como pesquisador, crítico de arte e curador. Desde a década de 1970, tem se dedicado às pesquisas teóricas sobre arte contemporânea, à crítica de arte e do design, à curadoria e apresentação de exposições.

SOBRE O MON – O Museu Oscar Niemeyer (MON) pertence ao Estado do Paraná. A instituição abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além da mais significativa coleção asiática da América Latina. No total, o acervo conta com aproximadamente 7 mil peças, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina.

DECRETO – O MON está temporariamente fechado para o público, atendendo ao decreto estadual nº 4.230, que determinou o fechamento dos espaços culturais do Governo do Paraná – museus, bibliotecas e teatros – e suspendeu os eventos artísticos e culturais a partir do dia 17 de março de 2020.

SERVIÇO
Homenagem ao artista Fernando Velloso
Diálogo com os professores e curadores Maria José Justino e Fernando Bini
Domingo, dia 23/8, às 16h
www.youtube.com.br/museuoscarniemeyermon
www.museuoscarniemeyer.org.br/mon/monemcasa

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.