Nota de R$ 200 é parecida com a de R$ 20: número que muda de cor e mesmo tamanho

A cédula de R$ 200, apresentada pelo Banco Central nesta quarta-feira (2), será semelhante à de R$ 20, com dimensão de 142mm por 65mm. O motivo, segundo a diretora de operações do BC Carolina de Assis Barros, é a falta de tempo hábil em adaptar o parque fabril para a produção de um numerário superior ao tamanho de R$ 100.

— A casa da moeda possui hoje três linhas de produção. Uma que produz notas de R$ 2 e R$ 5, outra que produz R$ 10 e R$ 20, e uma terceira que produz R$ 50 e R$ 100. É organizado dessa forma porque as cédulas possuem características semelhantes — esclareceu a diretora: — quando eu produzo R$ 2, eu não vou produzir R$ 5. Isso ocorre também nas outras linhas. Pela mesma razão, não poderia interromper a produção de R$ 100. Nós escolhemos conjunto de elementos de segurança bem robustos, sendo que um (o número que muda de cor), é típico da máquina que produz a nota de R$ 20.

De acordo com Carolina, o número que muda de cor facilita o reconhecimento de notas verdadeiras por parte do público. Já o tamanho preexistente, permite que a chegada das cédulas aos caixas eletrônicos de maneira mais rápida.

Com estampa do lobo-guará, a nota terá as cores cinza e sépia, além de possuir marca d’água e alto-relevo, a fim de dificultar a sua falsificação. O custo por milhão de cédulas de R$ 200 para o governo será de R$ 325.

Veja como verificar se a nota de R$ 200 é verdadeira:

1) Ao posicionar a cédula contra a luz, é possível verificar a marca d’água com o animal e o número denominador da nota. Outro elemento que pode ser apurado é o quebra-cabeça;

2) O consumidor pode encontrar em alto-relevo, de um lado, as flores e frutos, o valor de R$ 200, a vegetação típica do cerrado. Já no outro, é possível sentir o desnível nos dizeres “Banco Central do Brasil” e no valor da denominação;

3) Ao posicionar a cédula na altura do peito, segurando com as duas mãos e movimentando para cima e para baixo, é possível conferir o número que muda de cor: é um efeito de barra rolante, em que o tom de verde migra para o azul e retorna para o verde;

4) Número escondido: na ilustração da nota, é possível encontrar o 200 camuflado na imagem;

5) O BC também implementou a marca tátil na nota, para facilitar o reconhecimento por pessoas com deficiência visual. Esse mecanismo existe em outras cédulas, mas de maneiras diferentes para expressar o valor. A nota de R$ 200 será representada por três barras diagonais.

Com Agências

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.