Organizador de festa clandestina é preso em Montes Claros; evento tinha cerca de 500 pessoas


Segundo a Polícia Militar, evento irregular foi fiscalizado às 3h no bairro Jardim Primavera. Organizador de festa clandestina foi preso em Montes Claros
Paula Alves/Inter TV Grande Minas
Um homem foi preso na madrugada deste domingo (22) por organizar uma festa clandestina em Montes Claros (MG). A Polícia Militar e a Guarda Municipal atuaram em conjunto para fiscalizar denúncias de desrespeito às normas sanitárias para evitar propagação da Covid-19.
A ação começou na noite de sábado (21), quando os militares utilizaram bomba de efeito moral e gás de pimenta para dispersar a aglomeração na avenida Deputado Esteves Rodrigues. Segundo o inspetor da Guarda Municipal, Cleiton Cruz, menores de idade eram maioria.
“Os bares fecham e eles se reúnem. É um dos pontos que mais gera aglomeração e demanda nossa atenção”, disse.
Os órgãos fiscalizadores também verificaram dezenas de denúncias de eventos clandestinos. No bairro Jardim Primavera, cerca de 500 pessoas estavam reunidas às 3h em um sítio, participando de uma festa de alto padrão. De acordo com decreto municipal, são permitidas confraternizações com até 30 pessoas, respeitando o horário de meia-noite para o encerramento.
“Foi a festa que teve maior quantidade de pessoas desde a publicação dos decretos. Uma fila enorme de carros se formou ao lado de fora e tinham carros dentro do espaço também. Ninguém usava máscara, não estavam distantes, muito pelo contrário, não tinham termômetro para aferir temperatura e muito menos álcool em gel. Tudo estava errado”, conta o inspetor Cruz.
Os organizadores da festa não queriam permitir a entrada da PM e da GM. Eles apagaram as luzes do local para atrapalhar o trabalho das equipes. O inspetor conta que tentaram puxar o telefone dele para impedir a gravação de imagens, procedimento de praxe ao registrar ocorrências.
“Era uma festa de padrão elevado. Nós conseguimos visualizar muitos que deveriam dar exemplo e não cometer crime contra a saúde pública, gerando aglomeração e possibilidade de o vírus se espalhar”, reforça.
Todos os participantes foram dispersados. O organizador foi conduzido para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil para prestar esclarecimentos. É a primeira vez que isso acontece, baseado no decreto municipal referente à pandemia da Covid-19 e no artigo 268, que trata sobre “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doenças contagiosas”.
Ao longo da noite, a Guarda Municipal ainda notificou dois bares que funcionavam após o horário permitido. Se os estabelecimentos reincidirem, pagam multas.
Aglomeração na avenida Deputado Esteves Rordrigues, em Montes Claros
Paula Alves/Inter TV Grande Minas
Veja mais notícias da região em G1 Grande Minas.
Vídeos: ‘Memória Inter TV’
Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.