Presidente da Federação Catarinense de Municípios é preso suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro

Orildo Severgnini, presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), foi preso na manhã desta quinta-feira, 13 de agosto, suspeito de envolvimento em crimes de corrupção, fraude à licitação e lavagem de dinheiro. Ele, que também é prefeito de Major Vieira, já renunciou aos cargos que exerce.

A prisão se deu por meio da Operação Et Pater Filium, que cumpriu outros 11 mandados de busca e apreensão. Segundo o Ministério Público, o objetivo é apurar ligações entre empresários e funcionários públicos para direcionar as contratações da prefeitura.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.