Relator do processo do paraquate na Anvisa vota contra adiamento da proibição do agrotóxico

O relator do processo sobre o herbicida paraquate na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), diretor Rômison Mota, votou contra a prorrogação do prazo para proibição de uso do defensivo no Brasil. Ele entendeu que não existem fundamentos técnicos que justifiquem a alteração na data, fixada em 22 de setembro deste ano. Houve pedido de vista e o tema deve voltar à discussão na próxima reunião da diretoria.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.