Sobrepreço de produtos é o principal motivo de investigações relacionadas à Covid-19 no estado

Sobrepreço

Já foram instaurados 3.818 procedimentos administrativos relativos à covid-19 em SC desde março. A quase totalidade deles refere-se a sobrepreço de produtos direta e indiretamente usados no combate à doença. Alguns, se confirmados, podem (e se espera isso) resultar em cadeia. É o mínimo que merecem, além de covid-19 bem severa, mas sem matar.

Pós-pandemia
Apenas cinco dos 27 estados (e SC não está entre eles, infelizmente) devem encerrar o ano de 2021 com Produto Interno Bruto (PIB) acima do nível pré-pandemia (2019). São Mato Grosso do Sul, Pará, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Goiás. O restante precisará de um impulso maior para recuperar os estragos provocados pela covid-19 na sua economia, segundo levantamento feito pela respeitada consultoria Tendências Integrada.

Ângela explica
Mesmo com a convicção de que cabe aos estados e aos municípios, dentro da autonomia administrativa prevista no artigo 18 da Constituição Federal, avaliar a conveniência de conceder ou não reajuste salarial aos seus servidores, a deputada federal Ângela Amin (PP-SC) diz que votou pela manutenção do veto 17/2020 do presidente Bolsonaro – não dar aumento salariais para servidores públicos até o final de 2021 – por entender que a excepcionalidade do momento exige medidas igualmente excepcionais.

Diretas na OAB
Na sequência de projeto seu que extingue a reserva mínima de 30% das vagas para mulheres nas candidaturas para mandatos eletivos preenchidos pelo sistema proporcional, a deputada federal Caroline de Toni (PSL-SC) vem com mais um para dar o que falar: altera o Estatuto da OAB para estabelecer eleição direta para presidente e demais membros da diretoria do Conselho Federal (vice-presidente, secretário-geral, secretário-geral adjunto e tesoureiro), que atualmente é eleita pelos conselheiros federais.

Apoio à cultura
Entrou em tramitação na Assembleia Legislativa a Medida Provisória 229/2020, do Executivo, para conceder auxílio financeiro ao setor cultural do Estado. O prazo para analisar o assunto e transformá-lo em lei é 15 de outubro. São R$ 4 milhões em caráter emergencial a pessoas físicas e jurídicas, para suavizar os prejuízos econômicos causados pelas medidas de isolamento e distanciamento social, que inviabilizam desde março as atividades do setor.

Corredor
O Parlamento do Mercosul (Parlasul) promoverá seminário virtual, hoje, para discutir o projeto de construção da chamada Rota Bioceânica, corredor rodoviário para interligar os oceanos Atlântico e Pacífico, cruzando Brasil, Argentina, Paraguai e Chile, com extensão de quase 2.500 quilômetros. O projeto começou no ano 2000 e um de seus defensores mais entusiastas era o falecido governador e senador Luiz Henrique da Silveira, que queria colocar SC nesse mapa.

Amigas da Internet
Será lançada nacionalmente amanhã a edição 2020 do ranking das Cidades Amigas da Internet, que destaca entre os 100 maiores municípios brasileiros aqueles que oferecem um ambiente adequado à instalação de infraestrutura de redes de telecomunicações, como antenas e fibra ótica. No de 2019 nenhuma cidade SC ficou entre as 10 primeiras “amigas”. A melhor colocada foi Blumenau, em 36º, e Joinville, 60º. Florianópolis no grupo das 10 piores, em 95º.

Exame toxicológico
Só porque uma minoria incorre, como em qualquer categoria profissional, o deputado federal Marcelo Brum (PSL-RS), quer, através de projeto de lei, tornar obrigatório o exame toxicológico para professores da rede pública de ensino, para detecção do uso de drogas ilícitas, que seja realizado antes da admissão do professor, e depois anualmente. Que tal uma lei para obrigar exame de sanidade mental e de discriminação profissional para deputados, como Brum?

É, não é
Uma empresa de jardinagem e acessórios para tabacaria de Florianópolis conseguiu a proeza de produzir um vídeo de seus produtos, orientando sobre cultivo, colheita, secagem e cura de substância ilícita, tomando todo o cuidado de não dizer o óbvio, que era maconha. Bloqueado pela rede social, a empresa foi à justiça, alegando ter conteúdo medicinal. A ação segue.

Linguiça
O governo estadual aprovou Norma Interna Regulamentadora que estabelece a identidade e requisitos mínimos de qualidade para produção da famosa Linguiça Blumenau. O propósito é obter a Identificação Geográfica e preservar a tradição catarinense. O produto é feito a partir de carne suína nobre (paleta, pernil, lombo e sobrepaleta), submetido à defumação exclusivamente natural, e com formato de ferradura. Que venham o quanto antes. Tem muita imitação ruim por aí.

Tags .Adicionar aos favoritos o Link permanente.