‘Último pôr do sol’: Operação policial prende cinco perigosos criminosos em mansão de praia de Laguna; investigação teve início em Imbituba

No fim de tarde desta segunda-feira (10), a Polícia Civil, em ação conjunta com a Polícia Militar (PM) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), deflagrou a operação “Ultimo Pôr do Sol” para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão em uma mansão situada na praia do Sol, em Laguna.

Cinco criminosos de alta periculosidade foram presos pelos mais diversos crimes como organização criminosa, associação para o tráfico, tráfico, receptação, e porte Ilegal de arma de fogo com numeração suprimida.

 

Apreensão de 32 quilos de maconha deu início às investigações

As investigações iniciaram em junho deste ano, a partir da apreensão de 32 quilos de maconha no bairro Araçatuba, em Imbituba, realizada pela PRF, cujos autores conseguiram fugir do local.

A partir daí, em típica ação de inteligência que contou com a troca de informações com as agências da PRF e a PM, chegou-se à identidade dos possíveis sujeitos que guardavam a droga na residência, os quais estavam foragidos da justiça e tinham passagem por diversos crimes, chamando à atenção para os crimes de assalto a mão armada e tráfico de drogas, com passagens nas cidades de Itajaí e Navegantes.

Segundo a Polícia Civil, apurou-se que se tratava de uma complexa organização criminosa especializada na prática do crime de roubo (assalto), receptação e atuava distribuindo expressiva quantidade de drogas na região de Imbituba.

Após intenso trabalho investigativo, apurou-se que a organização estava sitiada em uma mansão na Praia do Sol, onde as equipes passaram a monitorar a movimentação. Foram cerca de cinco dias de observação para a escolha do momento oportuno para deflagrar a Operação, sendo que nos finais de tarde se encontrava maior número de pessoas e movimentação na residência.

Ao todo, foram efetivamente cumpridos um mandado de Busca e Apreensão,  seis mandados de Prisão, sendo que, desses, cinco foram autuados em Flagrante delito pelos crimes de Organização Criminosa, Associação para o Tráfico, Tráfico de Drogas, Receptação, Porte Ilegal de Arma de Fogo com numeração suprimida, Falsa Identidade e Uso de Documento Falso.

“O sucesso da operação é resultado do trabalho integrado e da troca de informações entre as diversas instituições de segurança pública. No caso, informações prestadas pelas Polícias Rodoviária Federal e Militar à Polícia Civil foram fundamental para o sucesso da operação ‘Último Pôr do Sol’”, destaca o Delegado Nicola Patel Filho, que coordenou as investigações., que segundo o agente, terão continuidade.

Com Agências

Adicionar aos favoritos o Link permanente.