#Verificamos: É falso que Doria testou positivo para Covid-19 mesmo estando ‘isolado e vacinado contra doença’

Circula pelas redes sociais que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), testou positivo para Covid-19 mesmo estando isolado e tendo tomado a “vacina chinesa” – a Coronavac, imunização produzida pela empresa Sinovac que está sendo testada no Brasil. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Segundo ele, vai ficar em ‘isolamento’ para tratar o covid. 1. Como ele pegou covid se ele usava máscara e estava isolado? 2.De que adianta tratar com isolamento se ele pegou estando em isolamento? (…)”
Texto publicado no Facebook que, até às 20h do dia 13 de agosto de 2020, tinha sido compartilhado mais de 300 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A assessoria de imprensa do governo de São Paulo informou, em nota, que Doria não estava “isolado” antes de testar positivo para Covid-19. Durante a pandemia, o governador manteve sua agenda de trabalho – realizando reuniões presenciais e virtuais – antes de ser diagnosticado com a doença. “Todos os encontros presenciais cumpriram os protocolos de prevenção, como uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento entre pessoas”, diz a assessoria.

Essa informação pode ser verificada utilizando a agenda do governador disponível no site do governo. Na última terça-feira (11), por exemplo, Doria participou de uma reunião presencial no Palácio dos Bandeirantes que contou com a presença do presidente da Deloitte Brasil, Altair Rossato; do presidente da Salesforce Brasil, Fábio Costa; do secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles; e a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen. Naquele dia, ele também realizou dois despachos, um com o chefe de gabinete, Wilson Pedroso, e outro com o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia.

Além disso, Doria também estava falando em coletivas de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que tinham como objetivo divulgar dados e ações do estado. A sua última participação foi na coletiva do dia 10 de agosto. O encontro seguinte entre as autoridades e jornalistas se deu na última quarta-feira (12) e, naquela ocasião, o governador já não estava mais presente.

Na quarta-feira (12), Doria utilizou o seu Twitter para informar que estava com Covid-19. Ele divulgou o teste, disse que já estava em isolamento e que seguiria trabalhando de casa.


“(…)3. Ele tomou a vacina chinesa mesmo ou ela não funciona?”
Texto em imagem publicada no Facebook que, até às 19h do dia 13 de agosto de 2020, tinha sido compartilhado mais de 900 pessoas

FALSO

O governador João Doria não tomou a Coronavac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac. Essa informação foi desmentida pelo governo de São Paulo e também pelo próprio político em sua conta oficial no Twitter. Doria lembrou ainda que apenas médicos e enfermeiros estão recebendo a aplicação da vacina durante a fase de testes.

No final de julho, a Lupa desmentiu um conteúdo semelhante. Na época, circulou pelas redes sociais uma foto de Doria sendo vacinado. A legenda que acompanhava a imagem dizia que o governador estaria sendo imunizado com a vacina chinesa Coronavac. Contudo, essa informação não procede. Na verdade, a fotografia em questão tinha sido tirada no dia 23 de março e mostrava Doria tomando uma vacina para a gripe. O registro foi feito no primeiro dia da campanha nacional de vacinação contra a gripe, promovida pelo Ministério da Saúde.

A Coronavac, vacina desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac, passa pela terceira e última fase de testes clínicos, que está sendo realizada no Brasil. A companhia estabeleceu uma parceria com o Instituto Butantan, vinculado ao governo de São Paulo, para testar e produzir a imunização, caso ela se mostre segura nos testes.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.